Entre razões e emoções há saída?
outubro 27, 2009, 10:47 pm
Filed under: Participo!, Próprias alienações...

A cada segundo, a mente humana está se desenvolvendo mais, procurando inúmeras soluções para problemas difíceis que pareciam inacabáveis. Porém, há um problema que não será resolvido tão rápido como imaginamos: a escolha entre a razão e a emoção.

Dizem que a emoção é um caminho incerto, e a razão tem poucos rumos, mas um desses rumos podem não ser o certo. A razão pensa como será o amanhã e suas consequências; já a emoção está longe de pensar no agora, vive a vida sem raciocínios.

Um aluno prestando vestibular, como exemplo, se usasse apenas a emoção, sairia daquela sala jogando a prova às alturas. O fim de um namoro, como outro exemplo, se não pensarmos na razão, podemos nos prejudicar. O homem é movido a isso.

Desde a antiguidade, as escolas literárias usavam a emoção para expressar seus sentimentos, mas outras também usavam a razão para explicar os fatos ocorridos. Este duelo é e vai ser sempre questionado por todos, formando um ponto de interrogação bem grande e nítido em nossas cabeças. Mas lembre-se que, as nossas melhores decisões saem quando sabemos conciliar a razão e a emoção, juntas. Então não escolha, viva!

pauta para o blorkutando 😀



Nossa metade da laranja
outubro 10, 2009, 11:33 pm
Filed under: Próprias alienações...

Há bastante tempo que eu estou pra postar aqui sobre esse assunto, mas nunca tenho oportunidade. Agora que eu tenho, resolvi falar de algo além da nossa realidade e do nosso entendimento: a nossa alma gêmea.

Muitas pessoas não acreditam que exista essa “metade da laranja”. Mas outras, acreditam e buscam essa alma gêmea, inclusive eu.

Sempre que pensamos nessas duas palavrinhas, logo vem em nossa cabeça o amor de nossas vidas, algum companheiro que irá te colocar em um paraíso para o resto da eternidade. Não é bem assim. Lógico que quando encontramos a nossa alma gêmea, sentimos que o nosso coração e o coração dela se juntam e formam um só como em um passe de mágica, mas essa alma pode ser aquele amigo que sempre está com você até nas horas que a solidão é o melhor remédio. Pode ser o nosso pai ou a nossa mãe, que quando os vimos, nossos braços involuntariamente buscam aquele abraço.

Mas o que não podemos ter dúvida é que quando encontramos a nossa verdadeira alma gêmea, há um conforto, uma identificação muito rápida, é a sua exata combinação. Elas se fortalecem, se combinam como queijo e goiabada, namoro e beijos. Literalmente, elas se tornam uma só.

“O ser humano jamais consegue viver sozinho, mas às vezes, mesmo acompanhado, sente a solidão. Por outro lado, às vezes sozinho, está com a sua Alma Gêmea, que por um despertar, se encontrarão algum dia.” (Shamis)

P.s: há indícios que Gabriela já encontrou a sua alma gêmea.