Penso, logo a natureza existe.
setembro 27, 2009, 10:28 pm
Filed under: Fã de carteirinha, Próprias alienações...

Tudo começou quando Tiago estava voltando de seu trabalho ecológico. As ruas estavam vazias, escuras e o céu estava nublado. Virando a rua de sua casa, sentiu um cheiro de queimado e quando olhou para frente, viu uma casa, exclusivamente para ele conhecida, coberta de chamas vermelhas e o fogo se alastrando pela calçada e pelas árvores.

Tiago logo pensou em seus móveis, suas roupas e principalmente em sua árvore. Ela que demorou anos para nascer, que precisou do calor do sol e de seu cuidado para florescer e, de repente, se torna cinzas. Ver com seus próprios olhos tornou-se um pesadelo.

Tiago não soube quem incendiou a sua casa, mas com ajuda de seus amigos, conseguiu um lugar para morar e roupas para vestir. Porém, não estava preocupado com isso.

Jornais e revistas mostravam que a porcentagem de desmatamento durante os anos cresceu absurdamente. Manifestos contra tal acontecimento começaram a se tornar frequente. E Tiago teve uma ideia. Resolveu criar uma área verde na cidade, com milhares de árvores, arbustos e flores de diversas espécies. Ele tinha a consciência que este trabalho ia ser difícil, mas o seu sonho e a consequência de tudo isso falava mais alto.

No dia seguinte, foi avisar aos poderosos de sua cidade o seu pensamento, e concordaram com Tiago. Reservaram um pedaço de terra na região para Tiago colocar o seu plano no mundo real. Com a ajuda da população, conseguiu o que queria. Plantou diversas espécias de vegetais e fez daquela área, o seu lugar preferido.

Tiago quando viu a sua árvore ardendo em chamas, não pensou em nada material, e sim no futuro do planeta.

Com o passar dos anos, aquelas árvores cresceram, e Tiago viu que, pode não ter salvado o mundo completamente, mas para ele foi uma grande vitória e uma tal conscientização que fez a sua grande casa azul ser mais saudável e viver em paz.

—x—

Oi galera! Tudo bom com vocês?

Primeiramente, gostaria de agradecer profundamente o PostIt, por colocar o meu último post em primeiro lugar no tema da semana. Cada vitória é um passo para melhorar cada vez mais, e com este incentivo, essa melhoria pode ser mais rápida ainda! Valeu, PostIt!

Então, esse texto que eu fiz foi na minha prova de redação, que pedia uma narração contando um caso de uma pessoa que fez ela parar para pensar e tentar salvar o mundo. Vamos ver no que vai dar nesse bimestre né? ^^

Bom, vou indo… amanhã tenho quatro provas no mesmo dia, e tudo que eu posso fazer é estudar! hahaha, beijos a todos ;*

Anúncios


As nossas palavras
setembro 22, 2009, 9:33 pm
Filed under: Participo!, Próprias alienações...

Com a falta de uma palavra sequer, não conseguimos nos expressar e nem sentir. Um poema, por exemplo, é composto por inúmeras palavras lindas e leves que resultam em arrepios e emoção. Um nome de uma rua, como outro exemplo, é formada por palavras que nos guiam ao destino escolhido.

Uma palavra, para muitas pessoas, que é sinônimo de preocupação e medo, e exclusivamente para mim é a palavra mais pensada no momento, é o verbo estudar.

Me pego pensando como essa palavrinha pode mudar a minha vida. Se faço o que ela mandar, crio um amanhã muito mais glorioso e significante e como consequência, ganhos e mais ganhos conseguirei. Caso contrário, terei outra vida completamente diferente, onde não saberei a palavra certa para me preocupar.

Enfim, tudo é feito por palavras e frases que completam e marcam cada momento que convivemos.

Tenho a absoluta certeza que acabarei a minha vida, como acabo este texto, através do meu vocabulário, contendo as mais sábias palavras que eu posso ter.

– pauta para o PostIt 🙂



Fazem parte de mim!
setembro 14, 2009, 8:16 pm
Filed under: Participo!, Próprias alienações...

“Somewhere over the rainbow, way up high and the dreams that you dreamed of once in a lullaby…” (somewhere over the rainbow – israel kamakawiwo’ole)

Lembro-me perfeitamente de como era acordar com esta música todo dia, e abrir a janela e ter um paraíso logo a minha frente. Tomar café da manhã com a melhor turma e ter que dizer adeus com o melhor sentimento. Viagem de formatura; sonho realizado.

“Ninguém nunca te disse como ser tão imperfeito, você tem tão pouca chance de alcançar o seu destino.” (capital inicial – algum dia)

Aquele show foi inexplicável! Semanas antes e semanas depois comentando sobre ele de um jeito mágico!

“I wanna turn the whole thing upside down, i’ll find the things they say just can’t be found!” (upside down – jack johnson)

Amor de juventude que parece nunca acabar, mas quando acaba, se arrepende das coisas que fez e tenta seguir em frente, como um episódio qualquer de sua vida. E quando lembra de tudo, apenas as gargalhadas estão presentes.

Cada vida tem uma trilha sonora, ou cada trilha sonora pertence a uma vida. Não adicione nada em sua mente… deixe que a música leve você para os lugares mais impossíveis de ir, acompanhado ou não, gostando ou não. Pensa, reflita, viva a música, porque  todos nós não vivemos sem ela.Pauta para o blorkutando 🙂

-x-

E ai galera!

Perdoem-me pelas faltas por aqui, é que realmente tenho muito o que estudar, agora que começaram as provas e tudo mais.

Amanhã, com toda a certeza, não postarei aqui, devido a minha viagem ultra hiper mega legal: hoooopi hari \o/ Espero que não chova né, porque esse tempo tá louco demais! Mas, mesmo com chuva, vou é aproveitar MUUUITO! hahahahaha!

beeeijão galera, e até alguns dias ;*

Ah, me seguem no twitter @gabihst ;*



A vida só é perfeita quando chega no final.
setembro 5, 2009, 11:52 pm
Filed under: Próprias alienações...

Essas crises de adolescentes.

Tudo está bem. Risadas com amigas, notas boas na escola e de repente o mundo desanda. Só por causa de uma música triste, algum recado ou notícia  indesejável. Pensa na vida por alguns minutos e sente vontade de chorar, pensando o que tem de errado; logo começa a surgir ideias sem sentido: o físico está lastimável, a simpatia está acabada, a amizade está perdida, o amor… não tem o amor. A vontade de se jogar em uma ponte está crescendo.  Parece que o seu mundo é uma bomba e está prestes a explodir, mas às vezes, essa explosão é desejada, pra acabar com tudo de uma vez.

Depois, começa a pensar que não vale a pena ficar se lastimando sobre a vida. Ela é mais complicada que você. Tem altos e baixos frequentemente, e precisa de alguém para ajudá-la a seguir em frente sem preocupações, e esse alguém é você. Você faz a sua vida.